quinta-feira, 24 de setembro de 2009

pensamentos e segredos...



Hoje foi um dia para pensar em muita coisa...

Não que tivesse tirado o dia (ou a noite) para isso, mas acabou simplesmente por acontecer...
Decidi fazer uma ou outra coisa que não faço frequentemente...
Mandar mensagens a pessoas que não vejo à algum tempo... E falar com algumas pessoas com quem já não falava também à algum tempo...

As amigas responderam prontamente com beijinhos e todas essas pequenas coisas...
Mas elas às vezes também nos põem na linha e fazem-nos ver algumas coisas que queremos esconder até de nós próprios...
"Porque tomas essa decisão e não outra... Olha que já sei o que vai acontecer depois... Não fazes uma coisa nem outra"... etc!!!
Acho que acabam por ter razão...
Às vezes já nos conhecem tão bem que já sabem como vamos agir...
Outras vezes (como só mostramos aquilo que queremos...) não entendem nada do que se passa...
E dão-nos apenas beijinhos... E falam de coisas banais...

Sabemos que elas estão sempre lá para o que der e vier... Mas então porque é que já não conseguimos partilhar tudo com elas??? Como nos velhos tempos???
A distância que se impõe entre nós trata de fazer com que essa cumplicidade de outrora se perca através do tempo... E só em algumas ocasiões essa cumplicidade volta a ser a mesma de antes... Quando a atarefada vida quotidiana deixa... O que não tem sido muito o caso...
Isso e o facto de nos retrairmos a falar de determinados assuntos porque achamos que nos vão deixar a pensar ainda mais nisso...

E pronto vamos andando assim... A querer sempre o bem das nossas amigas... Daquelas AMIGAS com maiúsculas!!! Mas sabemos que os tempos já são outros... E que às vezes é complicado arranjar as palavras certas para exprimir o que nos vai na alma...Porque se antes quase não precisavamos de falar, porque conseguiamos perceber através de outros meios o que se passava... Agora torna-se mais complicado entender esses sinais... Aprendemos a disfarçar ou até mesmo a anular esses sinais perante as outras pessoas... Elas fizeram o mesmo... Talvés em defesa própria, talvés em defesa das pessoas de quem se gosta, por forma a não as preocupar ou magoar...

A verdade é que me apetecia ter alguém a quem contar os meus segredos... Todos... Por inteiro...
Falava-lhe de ti e de nós...E muitas outras coisas que não falo com ninguém...
Mas se calhar, a verdade é que não preciso de contar todos os meus segredos... Afinal de contas são meus... E na devida hora, se assim o entender, acabo por os revelar...

1 comentário:

  1. É mais fácil conservar na língua um carvão em brasa do que um segredo...

    ResponderEliminar